Trabalho voluntário é desenvolvido pela Pastoral do Migrante da Paróquia Santo Antônio

A Casa Pão dos Pobres, vinculada à Pastoral do Migrante da Paróquia Santo Antônio ajudou milhares de famílias de Bento Gonçalves desde a sua criação, em 2012. No ano passado, foram 16.942kg de alimentos não perecíveis distribuídos em 2.515 ranchos.

Hoje, o trabalho é mantido por um grupo de 12 voluntários que se revezam nas funções de arrecadação, organização, montagem, cadastro e distribuição dos ranchos. As sacolas são entregues nas tardes de segunda-feira tanto para pessoas com poucas condições financeiras naturais ou que já moram em Bento quanto para grupos de migrantes recém chegados à cidade ou que aqui vivem há pouco tempo. A distribuição é feita na própria paróquia, em uma sala localizada atrás do Santuário.

Para receber as doações é necessário apresentar um comprovante de residência e a carteira de identidade. A partir do cadastro, os voluntários controlam a periodicidade – cada pessoa tem direito a uma cesta básica por mês. Na sacola são entregues itens básicos, como arroz, feijão, massa, azeite, leite, sal e açúcar. 

Saiba como ajudar

As doações de alimentos podem ser entregues na Secretaria Paroquial, que fica ao lado do Santuário Santo Antônio, ou no altar da igreja, nos horários de missa. De acordo com os voluntários, os itens mais necessários são arroz, feijão, massa, azeite e leite. Também são aceitas doações de sacolas e sacos plásticos.

 

Texto cedido pelo Jornal Serra Nossa, a partir de matéria publicada na edição de 17 de janeiro de 2020.




 
Informações Uteis

Veja Também